sábado, 1 de dezembro de 2012

Além da Distância


Olá, por indicação de uma amiga acabei encontrando o blog de vocês e que lindo. Amei ler algumas histórias, amei saber que tem tanta gente que assim como eu também vive longe da pessoa que ama, ou viveu...e continua lutando pra sobreviver a essa distância. Isso tudo é muito difícil então decidi compartilhar minha história.

No ano de 2010, exatamente dia 5 de Outubro, eu recebi uma solicitação de amizade no orkut, e era de um garoto sem foto, com poucos amigos e com o nome estranho : "Leo Kod(alguma coisa que eu n lembro)". Dai aceitei só por aceitar mesmo, nem dei muita bola, e nos dias seguintes quando entrei no orkut tinha um monte de scraps dele pra mim, cobrando minha atenção, querendo falar comigo. kkk Isso foi muito estranho. Eu achei engraçado então respondi, ele me adicionou no messenger e começamos a conversar.



Não acreditava muito que ele fosse quem dissesse ser, mas quando ouvi a voz dele a primeira vez confesso que meu coração bateu mais forte. Ele? Campo Grande-MS, e eu? Brasília-DF. Não tão longe como outros casais, mas ainda sim não era algo muito provável. Eu tinha 18 anos e ele 15, e isso confundia mais ainda as coisas. Começamos então a conversar todos os dias, conhecendo cada vez mais um ao outro, mas ele era muito inseguro quanto a tudo.

Ele pensava que eu não gostasse dele e ameaçou me excluir e bloquear porque ele estava apaixonado e eu não sentia o mesmo, bobo, afinal, eu também sentia o mesmo que ele. Então esse foi o começo do meu amor à distância. Cada dia que passava mais com ele eu queria estar, nos tornamos cúmplices, melhores amigos. Em Dezembro começamos a namorar, ele começou a trabalhar pra vir me ver, aguentamos muito tempo apenas sonhando com o encontro, vivíamos de cartas, telefonemas, webcam, e mesmo parecendo pouco pra muitos, ele me fazia feliz desde o momento que eu acordava até a hora que eu ia dormir. Só de falar com ele eu já ganhava o dia. Eu conseguia senti-lo perto, me abraçando e cuidando de mim, era só eu fechar meus olhos que eu conseguia vê-lo.



Então ele comprou a passagem pra dia 21 de Outubro de 2011, mas infelizmente nós brigamos, e ele teve que cancelar a passagem, mas esse não foi o fim. Depois de algum tempo, quando eu pensava que não tínhamos mais nenhuma chance de ficarmos juntos, ele me procurou, disse que não podia ficar sem mim e que eu era o amor da vida dele. Ficamos juntos de novo, e eu fui vê-lo. Exatamente dia 27 de janeiro desse ano agora. Foi perfeito nosso primeiro encontro, ele me tratou como princesa e foi melhor do que eu imaginava que seria. Conheci a família dele, conheci a cidade que eu tanto imaginava na minha cabeça. Ganhei carinho, beijos de bom dia, abraços, declarações. Foram 3 dias incríveis, mas infelizmente tive que voltar pra casa.

Eu não imaginei que fosse doer tanto, mas assim que eu ia embarcar eu descobri de verdade o qual era dolorosa uma despedida. Tentei me controlar na frente dele, mas entrei tremendo na sala de embarque. Chorei que nem criança e tive que me esconder pra ninguém ver. Eu estava sem ele, ia voltar pra minha casa, mas na verdade eu queria ficar. Era como se parte de mim estivesse ficando naquela cidade, e estava mesmo, uma parte fundamental. 

Em abril ele veio me ver de novo. Foi na época da páscoa, foram 4 dias, ele conheceu minha vida dessa vez, e mais uma vez foi perfeito cada dia que passamos juntos. Em julho eu já fui ver ele e passar mais do que apenas 3 ou 4 dias como as outras vezes, passei 9 dias e foi maravilhoso como todas as outras vezes, mas dessa vez as coisas não foram tão corridas.

Mas cada despedida é uma mais triste que a outra, é horrível ter que dar tchau pra ele e olhar ele partindo, dá uma vontade de correr atrás dele e agarrá-lo pra nunca mais soltar. Dói muito, muito mesmo, mas sabemos que essa é a nossa vida e que por enquanto é assim que tem que ser.

Mas nada é perfeito e brigamos mais uma vez agora em Outubro, foram dias terríveis. Pensei que não fossemos mais ficar juntos, apesar de no fundo sentir que ele é e sempre vai ser a pessoa com que devo viver o resto da vida.  Mas aí ele veio me ver dia 21 de Outubro, olhou nos meus olhos e disse que não iria desistir de mim. Foi perfeito, não liguei muito pra tudo que tínhamos passado, pras brigas, nem nada. Apenas aproveitei cada segundo ao lado dele.  Em Dezembro ele vem de novo, só que dessa vez pra ficar comigo até janeiro, e ele vem exatamente dia 15 de dezembro, a mesma data que há 2 anos atrás, às 5 e 20 da manhã, ele me pediu em namoro e eu disse sim.



E essa é a minha história, nós temos muitos planos, sonhamos em ficarmos juntos, casar, ter filhos, mas sabemos bem que não vai ser uma jornada fácil, mas isso não nos fará desistir, não mesmo.  :)   http://www.youtube.com/user/Leeeninha aqui é minha página no youtube, com muitos vídeos nossos, inclusive de encontros. Obrigada pela oportunidade de contar essa história que eu fico orgulhosa de viver. Tentei escrever pouco e resumir, mas acho que dá pra entender não é? e essa é minha história. Meu nome é Irene Maria e o dele Leonardo Barbosa. E todos os dias nos amamos mais e mais, independente de distância, das diferenças, de tudo que tente nos destruir. O importante pra mim é estar ao lado dele, e o importante pra ele é estar ao meu lado. Ele é meu melhor amigo, meu companheiro, meu amor perfeito e eu sempre vou amá-lo. Ele sim me ensinou a amar, a lutar, a esquecer meu orgulho e dar meu sangue por aquilo que importa, que é o amor - o amor verdadeiro, puro e que nos faz bem - e hoje eu sei que vale a pena. 


Irene 

5 comentários:

  1. Liiiiindos! Foi eu que indiquei, haha *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aaaaaaah *-* q liindo, obrigada gente.

      Excluir
  2. muito lindo a historia de vcs! muitas felicidades! Q Deus abençoe muito sua vida!!!

    ResponderExcluir
  3. que liiindo, ja sei dessa historia todinha, kkkkk beijo NEGAA , sabe quem é né?? kk

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo essa historiaa... Daqui a alguns dias serei eu que estarei vivenciando a mesma coisa que vc irene....

    ResponderExcluir